Tags

, , , , , , , , , ,

image-5055.jpg

Desventura na hora H chegou, enjoy!!!!!

“Estava na praia na casa de amigos no carnaval quando a Fernanda, uma das garotas que estavam na casa, mandou-me uma mensagem de texto, que se eu não chegasse nela, perderia a oportunidade, pois um de nossos amigos, também queria ficar com ela.

Durante uma balada ela me puxou para fora e ficamos, estávamos bêbados, fomos para a praia depois e todos nadamos nus, pelados, sem roupa.
Após a praia voltamos para casa, ficamos na sala com mais quatro pessoas que estavam dormindo, entre um beijo e outro começou a esquentar o clima, ainda tonto tentei chupa-la, como a casa estava muito cheia, toda hora entrava alguém na sala e os trabalhos eram adiados, até que finalmente consegui faze-la gozar…
Agradecida ela resolveu retribuir o agrado, ai é que a porra fica séria, assim que colocou sua boca em meu pau, percebi que era muito ruim, sei que vocês podem estar pensando “sexo, mesmo ruim é bom”, mas não é bem por aí, ela chupava, não sentia nada e em alguns minutos cai no sono, acordei e ela ainda estava me chupando, em seguida virei a cabeça e voltei a dormir, pior é que a garota continuou me chupando, sinceramente, não sei quanto tempo.
Nunca tive uma experiência tão ruim com um boquete, consigo descrever exatamente o que ela fez, coloque o dedo indicador em sua boca e chupe, sem pressão, a seco, assim que ela me chupava, sei reconhecer um boquete bom ou meia “boca”, estava bêbado e mesmo assim, sei que o boquete dela era ruim.
Meus amigos ainda zoam com essa história, mas fazer o que?”

Guri, que situação ruim para os dois, indica o blog para ela aprender que boquete bom é babado e com vontade e você vê se não dorme mais durante um boquete, coisa feia… rs.

Beijos da Onça, SMACK!!!

 

Leia outra Desventuras, clique aqui ou envie a sua aqui!!!!

 

Anúncios