Tags

, , , , , , , , ,

Quase entrando na aeronave, ele já me chamou a atenção (acredito que chamaria a atenção até de uma lésbica, sério…). Era lindo demais, charmoso, moreno de altura perfeita,cabelos castanhos super bem cortados e arrumados debaixo do quepe, ombros perfeitamente largos, porte de esportista, rosto másculo, sorriso maravilhoso e pra completar o quadro, pude sentir seu maravilhoso perfume.Pena estar de óculos escuros (como todo piloto,claro), por isso não pude ver seus olhos. Quase não encontrei minha poltrona, por ainda estar com o pensamento voltado praquele cara e atônita por tamanha perfeição ali encontrada (e imagino que todas as outras mulheres do voo estavam).

Acomodei-me em meu lugar. Não queria seguir voo trabalhando, lendo ou pensando em trabalho. Queria simplesmente relaxar naquelas poucas horas que durariam minha viagem. Recostei-me, ajeitei o cinto de segurança e fechei meus olhos. Só queria ser incomodada no momento que fossem servir algo de beber. Mas não foi bem isso o que aconteceu:

Aeromoça – “Senhora?

Eu – “Eu?” – Abri meus olhos meio assustada.

Aeromoça – “Sua poltrona foi sorteada para após a decolagem, ir conhecer a cabine do piloto. Aceita?”.

Eu – “Claro!” – Respondi mais que animada, não pela oportunidade de conhecer a cabine porque já havia conhecido em viagens anteriores quando pequena. Mas sim pelo fato de estar mais perto daquele piloto maravilhoso.

Confesso que fiquei super empolgada. Nunca tive fetiche por pilotos de avião, porém aquele cara realmente tinha mexido com os meus hormônios. Claro que com a imaginação fértil e meu fogo habitual, já conseguia imaginar várias cenas de sexo entre ele e eu dentro daquela cabine.
Sexo selvagem, sem pudores e cheio de tesão. Minha excitação só aumentou ao ouvi-lo pelas caixas de som do avião, dando instruções de voo e medidas de segurança. Queria ouvir aquela voz sexy e rouca ao pé do meu ouvido dizendo sacanagens, dizendo o quanto eu rebolava gostoso,o quanto eu era gostosa e o quanto ele me queria.Ai Deus…

Avião decolado corri ao banheiro para ajeitar o cabelo, retocar maquiagem e conferir lingerie (sim, tem dias que nós mulheres saímos de casa despretensiosamente, sem maquinar uma rapidinha por aí. Então sim, podemos sair de lingerie velha, de cor bege ou aquelas do tamanho do shorts de uma funkeira qualquer rs)  Minha sorte era que naquele dia não estava usando uma lingerie sexy, mas também não era daquelas de “fim de carreira” ou “não transo mesmo, então não invisto dinheiro em lingeries” rs Era um conjuntinho básico preto de renda… Coisa mimosa, saindo do toillete, vi a aeromoça me chamando e indicando o caminho em direção à cabine do gostosão, aliás, do piloto da nossa aeronave. Ela muito gentilmente me apresentou à ele, me acomodou em um banco ao lado dele e saiu nos deixando a sós. E a única coisa que eu conseguia ver, era aquele par de pernas evidenciadas pela calça um pouco justa e um pouco mais pra cima, o volume do seu “pacote” que tanto me fazia  curiosidade em conhecer.
A conversa ia rolando solta, sorrisos mútuos, ele me ensinando esse e aquele procedimento de pilotagem e ele nem ao menos conseguia ler meu pensamento que dizia: “Porra, olha bem pra minha cara e vê se eu estou interessada em aprender alguma coisa de pilotagem! Me beija, me bolina, me chupa, sei lá, ME TOCA!!!!”  A conversa continuava, quando menos imaginei estávamos falando de nossas vidas particulares. Eu louca pra beijar aquela boca e ele (pelo que percebi) louquinho pra mergulhar de boca dentro do meu decote. Depois de mais de quinze minutos de conversa, ele acabou dizendo algo que geralmente odeio ouvir, por achar “cantada barata” mas dele eu aceitei e aceitei com muito gusto:

Piloto – “Achei você uma oriental muito linda e simpática. Mexeu comigo, e nunca fiquei com uma, acredita?”.

Eu – “E eu nunca fiquei com um piloto de avião.”.

Não precisou de muitos segundos para ele acionar o piloto automático, largar todo seu equipamento de pilotagem, soltar o cinto de segurança e vir me beijar. Beijo meio nervoso (talvez pela adrenalina), meio apressado…Puxava meus cabelos, apertava meus peitos e eu apalpava aquele pau duro por cima de sua calça que parecia quase estourar tamanho volume.

Piloto – “Me chupa, vai… Chupa bem gostoso.
Pensei: – Pedir pra eu chupar? Ah coisa mais deliciosa, como ele sabia que era o que eu mais amava fazer? Enquanto ele ia tirando sua calça, pegava a garrafa de champagnhe que estava sendo servida a mim. Fui jogando sobre seu pau enquanto ia chupando e engolindo todo seu pinto.

Queria fazer daquele pinto duro, cheio de veias pulsantes e dilatadas, a minha taça. Queria chupá-lo, beijá-lo e beber toda aquela champagnhe nas reentrâncias da cabecinha do seu pau. Abocanhava, ora sua bola direita, ora sua bola esquerda engolindo um pouco do champagnhe, ora passando a língua em volta de todo o pau, ora por volta da glande… Eu chupava, ele puxava meus cabelos e dizia o quanto eu chupava gostoso,o quanto ele queria que eu enchesse minha boca.

Piloto – “Vem cá cachorra, me deixa tirar esse vestido e vem cavalgar em mim, vem”.

Ainda que ele tivesse um pau delicioso pra ser chupado, larguei e o obedeci prontamente. Tirei meu vestido com ele acariciando seu pau todo melado com uma mão e a outra me ajudando a tirar o sutien e a calcinha. Beijou e apertou meus peitos e com um movimento só, me puxou pra si. Pude sentir seu pau roliço roçando na entrada da minha buceta que a essa hora além de latejante, estava molhada e cheia de vontade de se divertir. Enfiou dois dedos dentro de mim, lambeu os dedos pra sentir meu gosto.

Piloto – “Delícia, você é toda docinha.” – E me fez chupar seus dedos. Chupei com cara de safada e dei uma rebolada para fazer seu pau entrar dentro de mim.

Ele me abraçou pela cintura, e começou a meter aquela vara dentro de mim.  Metia gostoso, subia e descia seus quadris de modo que sentia aquele pau entrando e saindo da minha buceta. Não conseguia dizer nada, não conseguia pensar. Só gemia,revirava os olhos e mordia o canto dos meus lábios. Era muito tesuda a maneira que ele me “comia”, a maneira que ele me segurava pela cintura e o jeito que me beijava. Quando no meio da foda, fomos interrompidos pela aeromoça, fiquei meio sem saber o que fazer, mas parecia que ela já havia combinado com ele, ela me olhou, olhei para ele, ele para mim e depois para ela, fazendo sim com a cabeça, ali confirmei que já estava combinado ou era habitual deles fazerem isso, não me neguei e esperei o que estava por vir.
Ela agilmente veio me acariciar, acariciar meus seios e me beijou. Era uma sensação estranha de adrenalina que me consumia misturada de tesão. Entrei na brincadeira dos dois. Enquanto ela me beijava e acariciava meus mamilos, eu ia rebolando no colo do piloto. Ele gemia,eu tremia de tesão, mas continuava rebolando. A cada segundo sentia que meu gozo se aproximava mais. Ele sentindo,apertou mais o ritmo,metia mais freneticamente….Gozei….Ele disse que queria gozar comigo e com a aeromoça chupando-o.

 

Ajoelhamos-nos e passamos ambas a chupá-lo. Ela chupava e eu batia uma punheta pra ele. Eu chupava e ela chupava suas bolas. Ela chupava o corpo do pau e eu lambia só a cabecinha… Enquanto nos acariciávamos, pegávamos nos peitos uma da outra, ela enfiando seu dedo dentro de mim. De bundas empinadas, fazendo cara de putinhas, prontas a obedecê-lo. Até que ele também gozou. Já tínhamos passado muito tempo a mais da visita na cabine. Nos vestimos e nos recompomos. Saí daquela cabine com a aeromoça sem olhar pra trás, pois se olhasse, iria voltar e lá ficar. Não podia colocar o emprego deles em jogo. Sentei-me em minha poltrona e fechei os olhos para relembrar de cada ato para que não me esquecesse.

Aeromoça – “Senhora?” “Senhora?

Eu – “Eu?” – Abri meus olhos meio assustada.

Aeromoça – “Aceita algo pra beber, antes da decolagem?”.

Era a mesma aeromoça que havia me informado que minha poltrona tinha sido sorteada para conhecer a cabine do avião. E pra minha surpresa (tristeza) o avião ainda nem tinha levantado voo… Já a minha imaginação,tinha voado longe….

Leia também ” 7 de setembro excitante” no blog da @sexoyrocknroll

Comentem o que acharam do texto da Xuxizinha, preciso saber se estão gostando!!!

Anúncios