Tags

, , ,

Em uma manhã fria fui me encontrar com ele, cheguei cedo no ponto combinado e fiquei a sua procura, até que o vi, vestindo um sobretudo, concentrado procurando alguém. Fui em sua direção, ele recebeu com um beijo, senti um gosto de cigarro e menta, mas que de um jeito estranho, era bom.

Ele me guiou até seu carro, assim que entrei, conversamos amenidades e logo o assunto foi para minha promessa: um Lap dance com Strip-tease. Como eu havia pedido ele gravou um CD, e colocou para eu ouvir, entre as músicas essa começou a tocar:

Enquanto a música rolava, ele soltou uma das suas mãos do volante e começou a brincar com minhas pernas, quando subiu o suficiente para ver a renda da meia 7/8 chegamos ao motel, rapidamente fomos para o quarto.

Ele se sentou, colocou novamente o CD para tocar, e eu comecei a dançar, adorava o jeito que me olhava, a cada peça tirada ou a cada provocação que eu fazia, assim que fiquei só de lingerie, sentei em seu colo, o beijei e logo minha “apresentação” foi interrompida.

Em um só movimento, me levantou, em resposta passei minhas pernas em volta da sua cintura e ele me levou para cama entre beijos e mordidas, a penas afastando as poucas peças que eu usava, brincava com meu corpo me arrepiando, e eu tirava de forma urgente suas roupas.

Quando o senti em mim, veio uma dorzinha junto com prazer, entre as estocadas, ele explorava me corpo e eu finalmente fiquei completamente nua. Seu corpo roçando no meu, sua mão puxando meu cabelo, sentir sua respiração forte, o gelado da corrente que ele usava com o contraste do calor do seu corpo, cada detalhe daquilo me fazia tremer de tesão. Meu olhar ia do espelho que mostrava nossos corpos entrelaçados à seu olhar ao me devorar, adoro aquele olhar.

Em um momento, parou, saiu de mim, e me olhando começou a se masturbar, fui ajudar, comecei a fazer um oral e logo recebi mais um mimo…de lamber as pontas dos dedos.

Anúncios