Tags

,

Era uma noite de inverno, como todas as outras na última semana, filmes chatos na tv, pessoas falando de relacionamentos e tudo mais, aquilo me enjoava. Estava sozinha, minhas amigas saíram com seus respectivo namorados, então resolvi pedir uma pizza só para mim me fazendo engordar, okay não tanto vai, mais depois ficaria com culpa.
Meu pedido chegaria em 20 minutos, informou a atendente. Coloquei uma roupa apresentável , não iria atender o entregador de pijama neeh?
 
A campainha toca e peço pra subir, quando abro a porta, aquele homem moreno, musculoso, olhos azuis que são de hipnotizar.
Quase cai para trás com aquela beleza e fazia a mesma pergunta na minha cabeça, será que ele é daqueles que tem pegada? Voltando a realidade, depois de vários devaneios, paguei o carinha e perguntei seu nome.
Me respondeu com aquela voz, minha nossa senhora eu fiquei toda molhada. Ele foi embora mais eu  ainda falei pra mim mesma ainda vou ter esse homem na minha cama.
Passaram – se uns dias, resolvi  pedir outra pizza pra ver se aquele homem lindo e delicioso vinha, para a minha surpresa foi ele que veio entregar. Só que não deixaria escapar dessa vez, quando atendi a porta, fui só de calcinha e sutiã, já produzida pra ele ficar babando.
Falei para ele entrar,  entrou e esperou em pé enquanto, ia no quarto pegar o dinheiro…
Só que ele não esperava que eu iria seduzi-lo. Cheguei na sala, meu Deus como aquela visão era linda, quando entreguei o dinheiro, comecei a passar a mão pelo seu peito, sentindo os músculos e tudo mais.
Ele me puxou para mais perto e me beijou com vontade me fazendo ficar ainda mais molhada, tentando tirar a camisa dele (como sempre, pela inexperiência, não consegui),  então ele mesmo tirou a camisa, pegou-me no colo e levou-me para o quarto. Colocou-me na cama e começou a beijar meu corpo todo, tirando a calcinha e o sutiã devagar.
Sem calça, sem cuecas, colocou-me de quatro para ter uma visão privilegiada da coisa. Então enfiou seu pau com força, fazendo movimentos de vai e vem sincronizados. comecei a rebolar gostoso, e dar leves trancos fazendo o pau dele entrar mais em mim.
Aquela sensação era deliciosa. Gemia baixo e olhava de canto pra ver sua reação, ele mordia os lábios e dava para ouvir os gemidos que soltava. As estocadas foram aumentando, sabia que estava perto de gozar.
Então virei-me, ele não entendeu nada nada, ficou olhando, então eu comecei a chupa-lo, enfiando tudo na boca, ele soltou um gemido alto me fazendo ficar mais entusiasmada…
O ápice foi ele gozar olhando para mim, senti o gostinho dele (que por sinal era muito bom). Então jogou-me na cama e falou que seria minha vez de gozar. Começou a me chupar, e me masturbar, enquanto me segurava na cama, soltando vários gemidos, cheguei ao meu clímax, gozei em sua, ele sentiu o meu gosto.
Veio pra mais perto e deitou-se ao meu lado, fez cafuné por um tempo e depois foi embora….
Aquela noite foi a melhor de todo os tempos.
 
Esse delicioso conto foi escrito pela mais nova colunista do blog, nossa Lolita!
 
@Elaainehale 
 
Anúncios